O que é o ECC?

Minha foto
Paróquia nossa Senhora da Conceição de Quixeré, Ceará, Brazil
O Encontro de Casais com Cristo – ECC – é um serviço da Igreja, em favor da evangelização das famílias. Procura construir o Reino de Deus, aqui e agora, a partir da família, da comunidade paroquial, mostrando pistas para que os casais se reencontrem com eles mesmos, com os filhos, com a comunidade e, principalmente, com Cristo. Para isto, busca compreender o que é "ser Igreja hoje" e de seu compromisso com a dignidade da pessoa humana e com a Justiça Social. A evangelização do matrimônio e da família é missão de toda a Igreja, em que todos os fiéis devem cooperar segundo as próprias condições e vocação. Deve partir do conceito exato de matrimônio e de família, à Luz da Revelação, segundo o Magistério da Igreja (Orientações pastorais sobre o matrimônio – CNBB Doc. Nº 12) (DN-pág. 13)

Videos: Padre Léo

Loading...

Videos: Padre Zezinho

Loading...

Videos: Padre Fabio de Melo

Loading...

Videos: Padre Reginaldo Manzotti

Loading...

sábado, 12 de março de 2011

O Carnaval e a Igreja Católica.

O carnaval e a Igreja Católica
       A palavra carnaval deriva da expressão latina carne levare, que significa abstenção da carne. Os dias do Carnaval antecedem sempre o início da Quaresma e terminam na quarta-feira de cinzas, este ano no dia 09 de março. O Carnaval tornou-se um curto período de divertimento mais intenso, porque logo após estes poucos dias, segue a santa quaresma. Durante esses quarenta dias, os católicos deveriam, mais do que em outras épocas do ano, fazer penitência através do jejum e da oração em preparação para a festa da Páscoa, a maior festa do ano litúrgico.
    Curiosamente, enquanto enormes multidões participam no Carnaval, milhares se afastam em busca de ambientes mais calmos e serenos. Alguns procuram muita alegria, fortes emoções e animado divertimento nas músicas, danças e brincadeiras agitadas do Carnaval nos clubes e nas ruas. Muitos cristãos se dirigem aos retiros espirituais ou ambientes pacatos tentando também encontrar alegria, paz, contentamento e satisfação. Um considerável número de pessoas acredita que a Igreja é contra o Carnaval e o condena. Isso simplesmente não é a verdade. A Igreja Católica não é contra o Carnaval, mas é contra certos os excessos cometidos durante o Carnaval. A Igreja Católica quer ver seus fieis felizes e contentes, compreendendo que o descanso e o repouso são necessários para a pessoa humana. Ninguém é de ferro e todo ser humano precisa intercalar o trabalho com o descanso e com o divertimento. A descontração na vida de um povo sofrido é necessária. Porém, há formas nobres, simples e sadias de lazer. Elas irradiam a alegria autêntica que refaz as forças do corpo e aumente as energias do espírito.

    *O problema é que nos dias de Carnaval há muitos divertimentos desenfreados. Muitas pessoas se entregam ao prazer desordenadamente. Há excessos na bebida alcoólica, há grande falta de pudor e imoralidade de diversos tipos. Devido aos excessos e desregramentos cometidos durante o carnaval há um elevado número de mortes, graves acidentes e pessoas agredidas fisicamente, para não falar em agressões morais. É importante para o Católico lembrar que todo divertimento que implica atos obscenos, prazeres ilícitos, paixões desordenados, atitudes vulgares, riscos mortais e violência são imorais. O mundo está perdendo o sentido do pecado e é necessário reafirmar que a Lei de Deus não fica suspensa durante o Carnaval*.
      Por isso, o católico deve se aproveitar dos divertimentos carnavalescos que são sadios, benéficos, equilibrados e, em termos gerais, úteis para a saúde do corpo e da mente.
       O Carnaval nunca deve ser tal que se devesse ter mais tarde vergonha da conduta tida durante estes dias. Portanto, que haja neste ano de 2011 um bom e animado carnaval, sem exagero na bebida alcoólica, sem violência e sem imoralidades.

Texto base: Blog da Paróquia Senhora das Dores – São Paulo
Edição Junior e Fatinha- ECC- Quixere/CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, colocar Nome e Cidade.
Grato.